Na cozinha

Almoço de domingo: Camarão ao Curry, Salmão Assado e Rocambole de chocolate com sorvete

Por Carol Marques

Difícil dizer se gosto mais de comer ou cozinhar (juro, gente!). Porém de uma coisa tenho certeza: desenvolvi uma certa habilidade na cozinha com a única – e egocêntrica – finalidade de me nutrir com dignidade e felicidade plena. Sempre que quisesse e o que quisesse.

Não, não virei nenhuma dominadora de forno e fogão, mas posso dizer que desenrolo direitinho o que escolho preparar e pareço agradar os que são servidos (alguém confirma aí, por favor). Mas o fato é que atualmente poucas são as ocasiões em que arrumo tempo e disposição pra testar novas receitas ou aperfeiçoar as que já foram aprovadas.

Neste domingo, ainda na vibe recolhimento & tranquilidade do fim de semana (coisa rara nos últimos anos), resolvi testar dois novos pratos: Camarão ao Curry e Salmão ao Forno com Pimentões. Adaptei ao meu gosto receitas que encontrei em sites de culinária e de programas do GNT, como os de Jamie Oliver e Claude Troigros.

Os camarões foram temperados com sal, pimenta do reino e um pouquinho de suco de limão; e salteados no azeite rapidamente (até ficarem rosados). Depois preparei o molho com cebola picada e alho amassado, refogados no azeite, um pouco de conhaque, água, curry, creme de leite e requeijão. Toda atenção ao curry é pouca. Embora sensacional quando colocado na medida certa, ele em excesso pode tornar o prato insuportável para paladares mais conservadores. Juntei os camarões ao molho e deixei cozinhar. Agora aprecie o resultado mais de perto:

Já o salmão temperei meia hora antes de assar com suco de limão, azeite, pimenta do reino e sal. Depois acrescentei pimentões vermelhos e amarelos, e levei ao forno, com a pele do salmão virada pra cima.

A dica é acionar o grill do forno no final, para que a capa se solte. Prato super fácil, saudável, elegante, saboroso; só vantagens! De acompanhamento para os dois, somente fusilli  tricolor puxado na manteiga. Se você tiver em casa, rola lambuzar um pouquinho no molho pesto.

 Depois de me esbaldar com as delícias salgadas, resolvi preparar algo rápido como sobremesa. Quem não conhece o rocambole de chocolate da Casa do Sertão certamente está alienado em matéria de preciosidades doces da capital paraibana. Gente, pelamordedeus, aquilo merece um Nobel da Gastronomia Popular. Para melhorar o imelhorável, aqueci uma fatia e juntei com sorvete de creme (bem no estilo petit gâteau) e um moranguinho pra dar o charme. E aí, servidos?

Read More

Chicken-cheese-junior-egg-turkey-no-italiano

por Ricardo Oliveira

Magalizeiro que é magalizeiro pode não saber cozinhar, mas tem que saber se virar ~com criatividade~

Parece simples...

...mas é complexo!

E eu não vou passar a receita porque vocês podem se dar muito mal tentando fazer – improvisação é uma arte culinária que exige treinamento longo e…

Ok, Carol “mandou”:

1. Pão italiano do Pão de Açucar (daqueles que você pega em frente ao balcão da padaria). Passa aí a margarina e deixa um tempinho na chapa.
2. Ovo frito (a seu gosto) enquanto o pão assa.
3. O frango à romana do almoço. Empanado com farinha de rosca. O que na prática é um Chicken Junior mais legal, porque é mais saboroso – sem crocância, claro. Esquenta no microondas e tal.
4. Aí você faz os andares de acordo  com seu gosto. Os meus foram: salada (não faço questão dela ficar “bonitinha em cima”), frango, queijo muçarela (arrgh, odeio escrever assim), ovo, peito de peru defumado (nham!) e fecha com a outra fatia do pão.

Catchup e seja feliz.

Read More

Sobre

Magali com Cebolinhas é um caderno de pequenas gordices, descobertas e felicidades gastronômicas. Sem especialistas, o blog é formado por gente que gosta de comer - e isso é o bastante. Saiba a origem do nome do blog aqui. magali@diversita.com.br

Carol Marques


Carol Marques sempre teve cara de Luluzinha, mas tem apetite de Magali. Nunca dispensa a sobremesa e está sempre em busca do lugar perfeito para comer bem.

Ricardo Oliveira


Ricardo Oliveira é cinéfilo e formiga. Para ele, tudo que pode deve ter bastante açúcar: café, suco e até os doces devem ser bem doces. É do tipo que passa mal de alegria quando descobre uma nova sobremesa perfeita.